REVISTA VIGOR

REVISTA VIGOR: Notícias, futebol ao vivo, Fitness

Combate aos incêndios florestais no Pantanal são intensificados pelo Governo de MS – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Em ação conjunta para conter os incêndios florestais no Pantanal, o Governo de Mato Grosso do Sul segue mobilizado em várias frentes estratégicas na Operação Pantanal 2024. O Corpo de Bombeiros, por exemplo, está na linha de frente para conter as chamas e também proteger a fauna e flora do bioma, um dos mais importantes do Brasil, senão do mundo.

Ao todo 107 militares, incluindo brigadistas do PrevFogo, estão empregados em diversas localidades críticas, como Porto Esperança, Buraco das Piranhas, Curva do Leque e Porto da Manga. Nestas áreas, estratégias como a criação de aceiros têm sido adotadas para conter o avanço das chamas, com o suporte crucial de produtores rurais locais.

A situação também conta com reforço federal, programado para chegar nos próximos dias. Três aeronaves do Ibama e 60 militares da Força Nacional estão sendo deslocados para Corumbá, com equipamentos especializados para combate a incêndios florestais, enviados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Sob a coordenação do SCI (Sistema de Comando de Incidentes), esses recursos visam fortalecer as operações já em curso.

Um dos momentos mais delicados do dia ocorreu próximo ao Rio Paraguai, onde uma equipe do Corpo de Bombeiros resgatou um ninho de Tuiuiú ameaçado pelo fogo. Utilizando a embarcação ‘Tuiuiú’ e água do próprio rio, os bombeiros estabeleceram uma linha de mangueira para proteger o ninho e o ecossistema ao redor, destacando a importância da prevenção.

Além disso, a utilização de aeronaves, incluindo helicópteros para infiltração de brigadistas e resfriamento das margens do rio Paraguai, tem sido fundamental para o sucesso das operações em áreas críticas como a Bahia do Castelo e a região do Abobral.

Os desafios continuam na região de Porto Murtinho, onde o fogo persiste há quatro dias. Com o apoio conjunto de fazendeiros locais, as equipes de combate a incêndios do Corpo de Bombeiros estão empenhadas em conter o avanço das chamas, apesar das dificuldades impostas pela mudança na direção dos ventos, aliado ao calor e tempo seco que prevalece ali.

Enquanto isso, as bases avançadas em Redário e São Lourenço continuam monitorando focos de incêndio na divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mantendo uma vigilância constante com o auxílio de tecnologias como drones e monitoramento por satélite.

As autoridades locais reiteram a importância da cooperação entre instituições e o apoio da comunidade na proteção do bioma pantaneiro, um patrimônio natural de valor inestimável.

Comunicação Governo de MS